sobre-o-algodao/producao
AMIPA - Sobre o Algodão > Produção

Notificação

Coloque aqui a descrição do alerta pelo parametro 'desc'!
Fechar

18 anos

UMA ASSOCIAÇÃO DE FIBRA

Beneficiamento

BANCO TÉCNICO

Clique na imagem para ver detalhes.

Sobre o Algodão > Produção

Produção

PRODUÇÃO EFICIENTE DO ALGODÃO BRASILEIRO

 

A cotonicultura brasileira deu um salto, há pouco mais de 15 anos, de um lado, graças à agricultura intensiva em capital e tecnologia introduzida na atividade por produtores egressos da produção de soja, aliada ao aumento de área destinada à exploração da lavoura e à formação de capacidade de gestão empresarial; de outro, as empresas públicas e privadas de pesquisas voltadas ao agronegócio deram o suporte necessário para que a lavoura se expandisse nas amplas extensões do Cerrado do país e as empresas de máquinas e de beneficiamento passaram a ostentar níveis de desempenho de excelência mundial.

 

Nesse período, foi fundamental a atuação da Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa) para garantir esse crescimento: desde a sua criação, o crescimento da área plantada de algodão no país cresceu 62%. A produção aumentou 233%, quatro vezes o crescimento de área plantada. E a produtividade chegou a 106% de aumento, justificando os resultados na razão produção versus área.

 

Na safra 2013/14, o Brasil foi o 5º maior produtor e exportador do mundo (ICAC/Abrapa) e se destaca com a maior produtividade de algodão em pluma de sequeiro do mundo. O setor brasileiro do algodão tornou-se modelo de negócio em função de:

  • é produzido em larga escala empresarial, dentro dos mais altos padrões de tecnologia;
  • possui mecanização total no processo, do plantio à colheita;
  • conta com sistema de identificação e rastreamento;
  • adota tecnologia de ponta em beneficiamento e armazenagem;
  • realiza análise e classificação de fibra com base em padrões internacionais;
  • garante certificação socioambiental alinhada com padrões internacionais de sustentabilidade.

 

SISTEMAS DE PRODUÇÃO DE ALGODÃO NO BRASIL

  • Algodão colorido: cultivado no Semiárido Nordestino
  • Algodão organico: plantio nas regiões do Centro-Oeste e Nordeste
  • Algodão agroecológico: no Centro-Oeste e Nordeste
  • Algodão irrigado: atividade de plantio no Semiárido Nordestino
  • Algodão na agricultura familar: cultivados no Sul e Sudeste
  • Algodão média tecnologia: no Centro-Oeste/Sudoeste da Bahia
  • Algodão de alta tecnologia: cultivado nas regiões do Sudeste
  • Algodão de alta tecnologia no Cerrado: no Centro-Oeste e Nordeste

(Fonte: Abrapa/Markestrat 2012/2013)

 

VANTAGENS MINEIRAS NA PRODUÇÃO DO ALGODÃO

 

Em decorrência dos esforços da Abrapa, da Amipa, do governo do Estado, por intermédio do Programa Mineiro de Incentivo à Cultura do Algodão (Proalminas), produtores mineiros, profissionais e empresários da cadeia produtiva do algodão, Minas prossegue contribuindo para esse cenário brasileiro altamente positivo e promissor, por meio de uma cotonicultura baseada em profundos conhecimentos tecnológicos, técnicos e comerciais, desde a compra de insumos até à comercialização da pluma e do caroço do algodão.

 

As características oferecidas pelo Estado ao cotonicultor mineiro representam excelentes vantagens competitivas em sua atividade, como:

  • disponibilidade de variedades adaptadas às regiões do Cerrado e Semiárido que, aliadas ao clima marcado por estação chuvosa e seca, permite obter maior qualidade da fibra do algodão;
  •  topografia favorece a mecanização completa das atividades na cultura;
  • uma alta disponibilidade instalada de beneficiamento do algodão, em diversas algodoeiras;
  • logística extremamente favorável à aquisição de insumos e ao escoamento da produção;
  • a grande organização do produtor, por meio do apoio da Amipa, que compreende a oferta de orientação técnica, de intermediação em negociações, promoção de reuniões periódicas com o governo do Estado e indústrias têxteis mineiras e com o fomento e financiamento de pesquisas, entre outros benefícios;
  • os serviços prestados pela Central de Classificação de Fibra de Algodão (Minas Cotton), um dos melhores laboratórios do mundo em precisão de resultados na classificação da pluma do algodão;
  • o seu mercado altamente comprador de algodão, que vem a ser o terceiro maior parque têxtil do Brasil;
  • os incentivos estaduais exclusivos para os cotonicultores associados à Amipa e para as grandes consumidoras locais do algodão, as indústrias têxteis mineiras, consolidados pela Associação junto aos Sindicatos das Indústrias Têxteis Estaduais e com a anuência do governo de Minas Gerais.

 

SISTEMAS DE PRODUÇÃO DO ALGODÃO EM MINAS GERAIS

  • Algodão de alta tecnologia: cultivado nas regiões do Noroeste Mineiro, Norte de Minas (agricultura empresarial) e Triângulo Mineiro/Alto Paranaíba 
  • Algodão de média tecnologia: em parte da região do Triângulo Mineiro/Alto Paranaíba
  • Algodão familiar: na região do semiárido do Norte de Minas

 

CERTIFICAÇÃO DE ORIGEM E QUALIDADE DO ALGODÃO MINEIRO

Sob a responsabilidade da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), gestão do Instituto Mineiro de Agropecuária (Ima) e da Amipa, com a participação direta do laboratório Minas Cotton e das usinas de beneficiamento de algodão situadas no Estado, foi definida em 2011, válida para Minas Gerais, a obrigatoriedade da certificação do algodão mineiro quanto à sua origem (garantia de procedência) e qualidade (classificação técnica da fibra e análise visual do produto, conforme padrões internacionais).

 

A Certificação de Origem e Qualidade do algodão produzido no Estado, prevista pelas normas do Proalminas - que instituíram benefício tributário às indústrias têxteis mineiras consumidoras do algodão produzido em Minas Gerais – representa mais um grande passo da cotonicultura estadual rumo à sua competitividade no mercado doméstico e no exterior, trazendo ao setor ainda mais organização, transparência e profissionalismo na produção e comercialização da commodity. 

 

PROCESSO DE CERTIFICAÇÃO

O processo de certificação é iniciado a partir do registro de entrada do algodão na usina de beneficiamento (algodoeira). Amostras da pluma obtida são coletadas e enviadas à Minas Cotton e é emitida a DAE (guia de recolhimento da taxa de emissão), a ser paga pelo produtor, ou pela própria usina, ou por uma cooperativa de produtores.  Quitada a guia, o Ima emite o certificado em nome do produtor e o encaminha à usina responsável pelo algodão.

 

A nota fiscal relativa à comercialização do produto beneficiado - emitida pela usina, produtor ou cooperativa - será emitida com o lançamento do número do certificado lançado em seu corpo, facilitando a comprovação para produtores, usinas, cooperativas, corretoras e compradores de algodão.

 

As indústrias têxteis mineiras realizam a conferência do algodão adquirido com o número da certificação constante na nota fiscal, comprovando à Seapa tratar-se de algodão certificado e garantindo o benefício da desoneração prevista em lei.

 

AUDITORIAS DE GESTÃO

 

Com o objetivo de zelar pela correção e melhorias do processo de certificação, cabe ao Ima realizar auditorias periódicas, sem caráter de fiscalização com penalidades, junto às principais partes envolvidas no processo de certificação: propriedades, usinas e também em cooperativas que trabalhem com unidade própria de beneficiamento.

 

Querido usuário: Atualize seu navegador

Identificamos que seu navegador está desatualizado e não consegue exibir complementamente este site, atualize-o.

Atualizar seu navegador

Infelizmente não existem versões mais recentes do seu navegador disponivél para seu sistema operacional(Windows XP ou inferior), com base nisto disponibilizamos abaixo o Google Chrome Frame, um complemento para seu navegaor que habilita a compatibilidade do site.

Clique ao lado para instalar o Google Chrome Frame e habilitar a compatibilidade do nosso site no seu navegador, após a instalação reinicie seu navegador.

Atualizar seu navegador

Seu navegador possui uma versão mais recente, atualize-o para poder acessar este site.

Identificamos que voce está utilizando um versão desatualizada do seu navegador, clique ao lado para atualizar para sua versão mais recente.

Atualizar seu navegador

Seu navegador possui uma versão mais recente, atualize-o para poder acessar este site.

Identificamos que voce está utilizando um versão desatualizada do Internet Explorer, clique ao lado para atualizar para o Internet Explorer 8.

Instalar um novo navegador

É altamente recomendavel que instale um novo navegador, os indicados abaixo foram testados e indicados por orgãos responsavéis.

Motivo para atualização ou instalação de um novo navegador

Nosso site usa e abusa das novas tecnologias da web para ofereçer segurança, estabilidade e rapidez para a sua navegação, seu navegador esta desatualizado e não oferece compatibilidade para tais tecnologias, além deste site, ele pode estar influenciando toda sua navegação na internet negativamente, entenda mais motivos clicando aqui.